terça-feira, 3 de março de 2009

QUARESMA: tempo de contenção!

Já vem (quase) tarde e a más horas este post... Mas é sempre tempo!

Quarta-feira, 25 de Fevereiro:

Começa mais uma Quaresma! Todos os anos ouvimos o mesmo: jejum e abstinência, as palavras-chave. Mas... o que querem dizer verdadeiramente?

Jejum: a mim uma palavra que me meteu medo durante uns tempos...! Enquanto andava na Catequese, ouvia-a muitas vezes e não me parecia muito simpática. Cheirava-me que tinha alguma coisa que ver com comida (ou falta dela...) e para mim, quem me tira a comida, tira-me muita coisa. No entanto e após algumas jornadas de tirar nabos da púcara, lá percebi que nem só de (falta) de comida vive o jejum. Jejuar é mais do que ficar sem comer... não, não é passar fome!
Podemos jejuar de invejas, ciúmes, vontades impróprias, vícios, palavras feias, discórdias, desuniões, incompreensões, intriguisses... e de alimentos! Segundo a tradição, em sexta-feira de Quaresma, nada de carne. Não se trata de preferências clubísticas! :)
Abstinência: directamente relacionada com o Jejum. É a abstinência que leva ao jejum...! Se nos abstivermos de nos meter na vida dos outros, estamos a jejuar de intriguisses (é só um exemplo!).
A Quaresma é, por excelência, um tempo de contenção e de apertar o cinto. Contenção de disparates, futilidades,
Há ainda os sacrifícios, que advêm do jejum e da abstinência. Sacrifícios são coisas que nos custam muito a fazer... Por exemplo, a mim custa-me passar muitos dias sem comer chocolate =) Há quem ponha pedras no sapato, há quem (não estou a perceber :P) durma em camas sem estrado e passe mais tempo no lava-loiça... Coisas que para alguns nada têm de valor, mas que para outros, são dificílimas de pôr em prática. Por isso, não devemos julgar os sacrifícios dos outros...
Disposições para esta Quaresma: bye bye chocolates (aii...!); ter presente este post em todos os momentos; esforçar-me para estar mais presente em algumas vidas; Ter-Te mais presente na minha vida... :)
E tu, estás disposto a quê?

Sem comentários:

Enviar um comentário